Artigos do Hospital Ministro Costa Cavalcanti

SAIBA MAIS

Inteligência emocional no trabalho, por que ela é tão importante?

Inteligência emocional no trabalho, por que ela é tão importante?

12/07/2016

Você sabe qual a importância de desenvolver sua inteligência emocional no trabalho? É através dela que irá conquistar o sucesso com mais facilidade e consistência. E para quem deseja desenvolver uma boa liderança, também é preciso desenvolver a inteligência emocional.

Um profissional calmo, com firmeza na hora de avaliar a situação, resiliência e que sabe gerenciar imprevistos tem muito mais chances de alcançar o sucesso que um profissional estressado e impulsivo.

Inteligência emocional é saber compreender e gerenciar suas próprias emoções e também das pessoas a sua volta. Saber gerir as próprias emoções é muito importante para qualquer profissional, pois assim saberá o que realmente está sentindo, será capaz de entender o significado de cada emoção e como elas podem afetar o seu desempenho e também de outros. Além disso, facilitará a percepção do comportamento de cada pessoa da sua equipe ou com as quais se relaciona.

A inteligência de Daniel Goleman

No ano de 1995, o psicólogo Daniel Goleman revolucionou e expandiu a forma como nós enxergamos o que é inteligência. Em seu livro "Inteligência Emocional", ele mostrou como o nível intelectual de uma pessoa não pode ser medido apenas por sua capacidade de completar equações e pensamento racional.

Utilizando-se de embasamento teóricos, exemplos reais e conhecimento da anatomia do cérebro humano, o autor conseguiu mostrar como as emoções têm um papel fundamental em todas as decisões que tomamos, das mais simples até aquelas mais complexas.

Duas mentes

Diferente do que prega o senso comum, nosso cérebro não é puramente racional, na verdade, essa parte mais lógica corresponde somente a metade da estrutura que forma o pensamento. Segundo Daniel Goleman, em nosso corpo habitam duas mentes, normalmente elas funcionam de forma harmoniosa, porém, em algumas situações uma clara e expressa divergência entre as duas. Por exemplo, quando somos tomados por paixões e agimos por impulso.

Essa separação entre nossas duas mentes pode ser entendida como a distinção que fazemos entre cabeça e coração, sendo o primeiro guiado pelas emoções e o segundo por um processo estritamente racional.

Sentimos antes de agir

A expressão: "fulano agiu sem pensar", que nos referimos toda a vez que citamos alguém que foi incapaz de refrear seus instintos e raciocinar sobre a melhor fora de agir em determinada situação, exemplifica bem a forma como o nosso cérebro funciona.

De acordo com o Daniel Goleman, a formação no nosso pensamento passa por duas regiões do cérebro: amigdala e o hipocampo. A primeira é onde nós "guardamos" as emoções, percepções, o segundo é onde acontece o "processo racional", estritamente falando. O fato de agirmos sem pensar é explicado porque existe um "atalho" que leva a informação primeiro a amigdala e depois ao hipocampo. Por isso, muitas vezes, agimos antes que os dados possam ser processados de maneira racional.

Importância de trabalhar a inteligência emocional no trabalho

Ter um controle sobre o fluxo das emoções e a capacidade de refrear impulsos é uma qualidade essencial para conseguir ter sucesso e um bom relacionamento interpessoal com todos a sua volta.

Hoje a inteligência emocional acabou se tornando uma condição indispensável para o planejamento de atividades empresariais no que se refere à liderança, gestão e organização. Desenvolver Inteligência emocional pode trazer mudanças radicais para o ambiente de trabalho, pois as relações interpessoais entre profissionais formam um fator prioritário à conquista da excelência em todas as áreas.

Dicas para desenvolver a inteligência emocional

Conheça suas emoções

Preste mais atenção em suas emoções e nos comportamentos gerados por elas, tenha consciência de que elas existem e procure analisar como esses comportamentos afetam você e também quem está a sua volta.

Tenha controle de suas emoções

Também é preciso estar no controle, pois você é responsável por suas emoções e estando atento a elas é possível ter domínio sobre suas respostas e decisões, podendo também manter um estado de espírito otimista e sereno.

Quando você tem controle sobre suas emoções, passa a ter mais confiança em si mesmo e também na sua equipe, por saber como transferir esse comportamento a eles, dando mais oportunidade para que se saiam bem, mesmo em situações de crise.

Tenha empatia

Também é preciso ter empatia, pois esta é fruto de uma alta inteligência emocional. Estabelece-se um nível mais alto de comunicação quando passamos a enxergar com os olhos dos outros, quando você literalmente se coloca no lugar do outro e passa a sentir as mesmas emoções. É dessa forma que você vai proporcionar um melhor entendimento e uma liderança natural.

Emoções dominadas

Quanto mais você aprimora sua inteligência emocional, mais seguro e confortável para resolução de problemas você se sentirá. Com maior autocontrole e empatia, o profissional não precisará mais medir suas palavras e pesar suas decisões diante de cada situação.

E lembre-se sempre de tratar a todos com respeito, esse é um sinal aparente de alta inteligência emocional. Isso também demonstra que você não está somente preocupado com o próprio sucesso, mas que também tem prazer em ajudar os outros, com respeito às suas limitações e sabendo como valorizar seus pontos fortes. Lembre-se, você recebe aquilo que .

Ter inteligência emocional é ter um elevado conhecimento de si mesmo, sendo capaz de se sentir bem e viver a vida com muito mais facilidade e entusiasmo. Qualquer pessoa pode desenvolver a inteligência emocional. Uma boa sugestão é através do curso de Coaching.

Construir uma forte inteligência emocional traz impacto não sobre a sua vida, mas também sobre a vida das pessoas ao seu redor.

Fonte: José Roberto Marques é presidente do IBC, Master Coach Senior e Trainer. Um dos pioneiros em Coaching no Brasil, com mais de 25 anos de experiência em treinamento e desenvolvimento humano. Fundador e também presidente da Editora IBC, possui diversas obras publicadas. É professor convidado da Universidade de Ohio. Como Coach atende CEO's e líderes de grandes organizações.

Localize novidades no campo abaixo:

NOVIDADES RECENTES


Endereço Av. Gramado, 580 Vila "A" Foz do Iguaçu - PR
CEP 85860-460 | Telefone: (45) 3576-8000 / FAX: (45) 3576-8060

© Copyright 2010 - Todos os conteúdos apresentados neste website possuem direitos reservados ao HMCC e/ou terceiros que cederam seus direitos ao mesmo.