Imprensa - Hospital Ministro Costa Cavalcanti

IMPRENSA

Costa Cavalcanti implanta Pesquisa de Segurança do Paciente

Costa Cavalcanti implanta Pesquisa de Segurança do Paciente

31/03/2016


Entre os dias 11 de abril e 27 de junho, a equipe da Assessoria de Gestão da Qualidade passará nas áreas assistenciais para acompanhar a pesquisa

A segurança do paciente vem sendo frequentemente abordada em escala mundial em decorrência dos danos derivados dos processos da assistência prestada ou da estrutura hospitalar, assumindo papel de relevância no desenvolvimento de esforços, com a finalidade de tornar a assistência mais segura ao paciente. Estes danos observados não somente trazem consequências aos pacientes de ordem física, como também emocional, podendo considerar em uma maior abrangência seus familiares, a equipe de saúde e inclusive instituição hospitalar.

Uma nova postura direcionada à segurança paciente é a de reestruturar processos de assistência à saúde, ao invés de culpar os profissionais, com o intuito de antecipar-se a ocorrência de incidentes que possam gerar danos aos pacientes, tendo como premissa desta condição, sempre conhecer, aprender e preveni-los. É fundamental conhecer quais são os processos mais críticos e com maior probabilidade para novos incidentes, para que ações eficazes de prevenção possam ser implementadas.

A capacidade de uma instituição em alcançar resultados da segurança do paciente pode ser aprimorada quando se cria e se define a cultura da segurança entre os seus profissionais. O maior desafio em um movimento para um sistema de saúde seguro é, muitas vezes, cultural. Uma cultura de culpa, em que os erros são vistos apenas como falhas pessoais, precisa ser substituída por uma cultura em que os erros sejam identificados como oportunidades de melhorar o sistema.

Para (Vicent, 2009), cultura da segurança pode ser definida como o somatório de valores, experiências, atitudes e práticas que orientam o comportamento de um grupo. As características de uma cultura de segurança sólida incluem o compromisso para discutir e aprender com os erros, o reconhecimento da inevitabilidade do erro, identificação proativa das ameaças latentes e incorporação de um sistema não-punitivo para o relato e análise dos eventos adversos.

Nesse contexto a Fundação de Saúde Itaiguapy realizará pesquisa da cultura da segurança do paciente (entre os dias 11 de abril e 27 de junho) para mensurarmos o grau de maturidade da instituição em relação ao tema. Podemos ainda citar que o referido estudo possibilitará:
- Compreender como os funcionários percebem a segurança do paciente na organização;
- Identificar áreas/unidades cujas características da cultura necessitam de melhorias;
- Avaliar a efetividade de ações implementadas para a melhoria da segurança ao longo do tempo;
- Comparar dados internos e externos à organização;
- Priorizar esforços de fortalecimento da cultura.

Utilizaremos um instrumento validado internacionalmente e utilizado em hospitais brasileiros acreditados, denominado Hospital Survey On Patient Safety Culture (HSOPSC) permite avaliar a cultura de segurança do paciente sob a perspectiva dos profissionais.

Conto então, com a colaboração e empenho no preenchimento do questionário de maneira fidedigna, visto que o resultado apresentado servirá para fundamentar as ações de melhoria que garantam a segurança do paciente.


Sandro Scarpetta
Diretor Assistencial do HMCC

Localize notícias no campo abaixo:

LEIA MAIS NOTÍCIAS

DOWNLOADS


Endereço Av. Gramado, 580 Vila "A" Foz do Iguaçu - PR
CEP 85860-460 | Telefone: (45) 3576-8000 / FAX: (45) 3576-8060

© Copyright 2010 - Todos os conteúdos apresentados neste website possuem direitos reservados ao HMCC e/ou terceiros que cederam seus direitos ao mesmo.